Geral

O que é CRECI Jurídico para Corretor de Imóveis?

Quem deseja trabalhar com imóveis ou já trabalhe na hora deve estar em dia com o CRECI, mantendo o decido registro.


Quem deseja trabalhar com imóveis ou já trabalhe na hora deve estar em dia com o CRECI, mantendo o decido registro. Além disso, considerar obter o CRECI Jurídico pode ser uma ótima alternativa!

Ele se diferencia do CRECI para pessoa física. Embora tenha algumas semelhanças, também possui suas diferenças bem claras. Para entender como eles funcionam e quando cada um deles é importante continue lendo.

Com isso, tire todas as suas dúvidas sobre o registro e cadastro, bem como entenda como o jurídico pode ser perfeito para você, angariar mais clientes e dar um pontapé na sua vida enquanto corretor!

O que é CRECI?

Essa é a sigla que representa o Conselho Regional de Corretores de Imóveis. Ele é um órgão estadual, sendo que todos os estados brasileiros possuem o seu correspondente.

Portanto, ele é o órgão que regula a profissão de corretores. Ele é quem tem o registro desses trabalhadores e que os autoriza a prestar serviços nessas condições.

Aliás, trabalhar como corretor somente é possível para quem realmente tenha cadastro no CRECI. Em caso contrário, estará em desacordo com a Lei Federal 6530/78, que impõe tal obrigação de registro.


CRECI Jurídico x CRECI Físico

Existem dois tipos de CRECI: o jurídico e o físico. Cada um deles se volta a uma necessidade específica, embora ambos se refiram à inscrição perante o conselho para fins de trabalho com a negociação de imóveis.

Enquanto o CRECI Físico se volta aos corretores autônomos, o CRECI Jurídico é necessário para que alguém possa abrir uma imobiliária. Ou seja: o primeiro se refere às pessoas físicas que trabalham com a correção de imóveis; o segundo, por sua vez, às empresas e pessoas jurídicas que também atuam na área.

Portanto, se quem quer ser um corretor autônomo – trabalhando por si só ou na imobiliária alheia – precisa obter o CRECI Físico, quem deseja abrir uma imobiliária necessita do CRECI Jurídico.

Quais as vantagens em ter um CRECI Jurídico?

As vantagens são justamente garantir um negócio próprio. Afinal, quando você trabalha enquanto empresa pode atrair muito mais interessados, eis que a sua imagem de prestador de serviços se torna mais forte.

Da mesma forma, com isso é possível contratar mais corretores para o seu negócio. Já pensou no crescimento dele? Pois somente é possível acompanhá-lo caso você tenha formas de contratar corretores.

E, para isso, é necessário ter um CNPJ para atuar enquanto empresa, e não enquanto autônomo. Essa, então, é a grande vantagem: ter um negócio para chamar de seu 

Como obter um CRECI Jurídico?

Para obter o CRECI para pessoa jurídica é necessário, antes, ter o CRECI Físico. É isso mesmo! Somente é possível obter o registro no órgão estadual que regula a correção de imóveis caso, antes, haja o registro enquanto pessoa.

Mas por quê? Isso se deve ao fato de que uma corretora sempre precisará ter à disposição um responsável técnico. Este, por sua vez, deve ter registro no CRECI.

Por isso, por mais que você pretenda contratar outros corretores constituídos assim enquanto pessoa física, note que ao abrir a corretora ela deverá ter um responsável. Ele é você, no caso.

Portanto, primeiramente é necessário obter o CRECI para pessoa física para somente depois conquistar o CRECI Jurídico. Para isso, então. É necessário fazer, antes de tudo, um curso de corretor de imóveis.

Aliás, não qualquer curso, mas um com aprovação no sistema CRECI/COFECI. Igualmente, é necessário passar por um estágio em imobiliária e, depois, entrar com o pedido de registro apresentando uma série de documentos pessoais.

Com isso, em até 20 dias após o pedido é possível obter o CRECI Físico e, então, partir para o CRECI Jurídico, que requer apenas uma inscrição com apresentação conjunta de documentos pessoais.

RECEBA NOVOS CONTEÚDOS